"Se exponho a você minha nudez como pessoa, não me faça sentir vergonha!"

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Repouso absoluto

Caldas Country Fest: overdose de música sertaneja. Eu fui! E tudo parecia perfeito até a maldita enxaqueca chegar. Também, não há cabeça que resista à combinação bombástica de muita cerveja, pouca comida, nada de sono, sol forte e piscina de água fervendo. Resultado: remédio e repouso absoluto. Repouso? Pobre de mim...
Fiquei hospedada em frente ao point de Caldas Novas. Uma praça tomada pelos fãs do som automotivo. Meu Deus, o que era aquilo?! A visão, e a audição, do inferno. Enquanto as mulheres dançavam descontroladas em cima dos carros (pareciam umas macacas), os homens exibiam motores e equipamentos de som super-hiper-mega potentes.
A batida era tão forte que disparava qualquer tipo de alarme. Quanta bagunça. Que barulheira. Que música insuportável! Era funk antigo, funk sensual e até o novíssimo, pelo menos para mim, funk proibidão. Baixaria pura. O mais alto grau de tortura para uma mente sã. No meu caso, não muito sã.
E assim foi a minha noite de sábado: trancada no quarto escuro, tentando suportar o pancadão que invadia o apartamento, entrava pelos ouvidos e explodia meus neurônios. Um por um! O pesadelo durou horas até que o tarja preta fez efeito e eu apaguei. Sonhei que tinha uma retroescavadeira e passava por cima de tudo. Acordei com um silêncio ensurdecedor, parecia milagre. Era dia e a garotada, certamente, descansava da noite tão movimentada. E eu que só queria ouvir uns “modão”, respirei fundo, fiz a minha mala e caí na estrada.
Que fique bem claro: adoro música, farra e gente. Mas tanta música, tanta farra e tanta gente no mesmo lugar é pedir para surtar. Com enxaqueca, então... Por isso, da próxima vez que eu disser que vou ao Caldas Country Fest, por favor, me impeça!

2 comentários:

Mônica disse...

kkkkkk...tá bom, sei que não é pra rir, mas foi uma tragicomédia, né amiga???!!Eu não gosto nem de sertanejo (mas respeito quem gosta, claro), nem destas baladas loucas...que cansam mais a cabeça que o corpo. Acho que não tenho é paciência para as tais "danças do acasalamento pós modernas"! Prefiro algo mais sutil e tranquilo, como um show de rock' roll, eheheheh!!!Beijocas

Acássio Batista disse...

kkkkk.... adorei o seu texta mas que vc vai de novo vai sim hehehehehehe, mas ninguém merece sair ouvir funk da lacraia ou tigrão... bjos e boas farras viram hehe